top of page
Riscos de Cancro da Mama

  • Compreendendo o teu risco de cancro da mama

    • As estatísticas do cancro da mama dizem que é o cancro mais comum em mulheres jovens dos 15 aos 39 anos. Todos os anos, somente nos EUA, mais de 12.000 casos de cancro da mama são diagnosticados em mulheres com menos de 40 anos. As informações nesta página ajudar-te-ão a entender melhor os fatores de risco do cancro da mama, gerir a tua saúde e conectar-te a outras pessoas de alto risco.
       

    • Os teus fatores de risco
      Ninguém sabe realmente o que causa o cancro da mama. Os médicos usam o termo “fator de risco” para qualquer coisa que aumente as tuas chances de contrair a doença. Existem alguns fatores de risco que podes controlar e outros que não podes. Aqui está o que precisas de saber sobre os fatores de risco para o cancro da mama:

      • Fatores de risco que NÃO PODES controlar

      • O fato de seres mulher

      • Ficando mais velha

      • Histórico familiar de cancro da mama

      • Tiveste cancro da mama no passado

      • Exposição do tórax à radiação quando eras criança ou adolescente

      • Primeira menstruação antes dos 12 anos

      • Fatores de risco que PODES controlar

      • Manter um peso saudável

      • Limitar o uso de álcool

      • Fazer exercício regularmente

      • Ter o teu primeiro filho antes dos 30 anos, se possível

      • Amamentar, se possível​​

Ter um fator de risco – ou mesmo vários – não significa que definitivamente terás a doença. Isso só aumenta as tuas chances. É possível que pessoas com fatores de risco de cancro da mama permaneçam saudáveis toda a vida. Por outro lado, a maioria das pessoas que contraem cancro não tem nenhum fator de risco atualmente conhecido.

  • Histórico familiar de cancro de mama
    História familiar e genética são dois fatores de risco para o cancro da mama. Enquanto os pesquisadores continuam a procurar as causas definitivas do cancro da mama, alguns consideram mulheres jovens com alto risco de cancro da mama se tiverem um forte histórico familiar de cancro da mama ou ovário e/ou mutações genéticas associadas ao cancro da mama.

  • Todos os cancros vêm de mutações genéticas
    Normalmente, isso acontece em células específicas durante a vida de uma pessoa. Em alguns casos, no entanto, as pessoas herdam mutações que podem influenciar o cancro. Quando essas mutações ajudam a causar cancro da mama, os médicos chamam de cancro da mama hereditário.

  • O cancro de mama hereditário pode ser indicado por um forte historial familiar de cancro da mama ou de ovário
    Isso pode significar dois ou mais parentes com cancro da mama ou de ovário, um parente com cancro da mama e de ovário, um parente do sexo masculino com cancro da mama ou um parente diagnosticado em idade jovem com cancro de mama.

  • Mutações Genéticas
    Mutações nos genes BRCA1 e BRCA2 (cancro da mama 1 e 2), que normalmente ajudam a controlar a divisão celular, são a causa mais comum do cancro da mama hereditário. Mutações em BRCA1 ou 2 aumentam substancialmente o risco de um indivíduo desenvolver cancro da mama ou do ovário. Outras mutações genéticas também podem aumentar o risco de cancro da mama. No entanto, são muito menos comuns e não aumentam o risco tanto quanto os BRCA1 e 2.

  • Mutações não-BRCA também são menos estudadas, deixando claro o que pode ser feito se uma mulher as tiver.

    • Os conselheiros genéticos podem ajudar-te a entender os teus riscos, o teu histórico familiar e as implicações de fazer testes genéticos. Os testes genéticos podem ajudar-te a tomar decisões mais informadas sobre a tua saúde, sejas de alto risco ou já tenhas cancro da mama.

    • Se tens alto risco de cancro da mama hereditário, tens opções para te protegeres. Não te apresses e reúne informações necessária sobre essas decisões muito pessoais. As opções incluem:

    • Medicamento ou quimioprevenção

    • Cirurgia preventiva ou profilática para remover as mamas e/ou os ovários

    • Vigilância com ressonância magnética ou ultrassom para detectar cancro da mama precocemente

    • Se já tens cancro da mama e os testes mostram uma mutação hereditária, estas informações ainda podem informar e melhorar as tuas decisões de saúde e plano de tratamento do cancro da mama. Os resultados do teu teste também podem ajudar os membros da tua família a entender o risco.

  • Testes genéticos podem ser oferecidos ou solicitados para determinar se o cancro é devido a uma mutação genética hereditária.

    • Em Portugal: Para obteres mais informações sobre cancro da mama hereditário e ferramentas para rastrear as tuas consultas médicas e resultados de exames,contacta a EVITA.​

    • Em Moçambique:

    • Em Angola:

    • Em Cabo Verde:

    • Na Guiné Bissau:

    • Em São Tomé e Príncipe:

bottom of page