top of page
E o Depois?

Quando terminas o tratamento activo do cancro da mama, entras numa nova fase da tua vida. Os primeiros meses são um período de mudança e ansiedade, mas é também uma altura em que a vida adquire um novo significado. Podes esperar que as coisas continuem a mudar à medida que inicia a tua recuperação. Não se trata tanto de "voltar ao normal", mas sim de descobrir o que é normal para ti agora.

 

Gerir os teus cuidados de seguimento

 

Após o fim do tratamento, continuarás a consultar os teus médicos para fazer exames regulares para monitorizar quaisquer efeitos secundários do tratamento e para procurar recidivas (regresso do cancro) e metástases (disseminação do cancro). Durante os primeiros 2-3 anos, poderás fazer exames a cada 3-4 meses com o teu cirurgião, oncologista e/ou oncologista de radiações, podendo depois passar para uma ou duas vezes por ano.

 

Assume um papel activo nos teus cuidados de acompanhamento e poderás capacitar-te para tirar o máximo partido dos teus exames.

 

Faz perguntas. Leva uma lista de perguntas contigo para as tuas consultas de acompanhamento. Aqui estão algumas perguntas comuns para começar:

 

  • De que exames preciso e com que frequência?

  • Como posso aliviar a dor e gerir outros problemas?

  • Quanto tempo demorará a recuperar e a sentir-me mais eu próprio?

  • Há alguma coisa que eu possa ou deva fazer para evitar que o cancro volte?

  • Preciso de me preocupar com quaisquer efeitos secundários dos meus tratamentos?

  • Tenho factores de risco específicos que possam levar a uma recidiva ou a outros tipos de cancro?

Comunicar

Durante cada consulta, fala com o teu médico sobre quaisquer sintomas, dores ou problemas físicos ou emocionais que possas vir a ter. Partilha quaisquer medicamentos ou outros tratamentos que estejas a utilizar e fala sobre quaisquer alterações no teu historial médico familiar, incluindo quaisquer novos cancros.

 

Mantem-te vigilante. Pode desempenhar um papel extremamente importante no controlo da recorrência. Pergunta ao teu médico o que deves procurar e quando deves comunicar os sintomas. Por exemplo, alguns médicos podem recomendar a comunicação de um sintoma que se prolongue por mais de duas semanas. Lembra-te, no entanto, que muitas alterações de saúde podem ter origem em algo não relacionado com o cancro. Fala com o teu médico para teres a certeza.

 

Cria um plano de cuidados de sobrevivência. Este é um resumo do teu diagnóstico, tratamento e cuidados de acompanhamento recomendados. 

Faz escolhas de estilo de vida saudáveis

 

As tuas escolhas de estilo de vida continuarão a ser importantes após o tratamento do cancro da mama. A prática regular de exercício físico e a ingestão de refeições nutritivas podem ajudar a reduzir o risco de cancro ou de recidiva. Fazer escolhas saudáveis também pode ajudar-te a recuperar a tua força e a sentires-te melhor em geral.

 

Começa já!

Tenta comer pelo menos 5-9 porções de fruta e legumes diariamente.

  • Come muitos alimentos ricos em fibras, como feijões e cereais e pães integrais.

  • Hidrata-te!

  • Certifica de que dormes o suficiente.

  • Esforça-te por ser fisicamente activo 30 minutos por dia.

  • Explora as tuas opções e encontra uma actividade de baixo custo de que gostes, como a dança, o ioga ou a caminhada.

  • Fala com o teu médico ou um nutricionista e elabora um plano que funcione para ti. Eles podem ajudar-te a avaliar a tua rotina actual e recomendar formas de incorporar escolhas ainda mais saudáveis.

 

Procura apoio!

À medida que passas de doente a sobrevivente, podes encontrar conforto ao estabelecer contacto com outras mulheres jovens como tu.

bottom of page